Orlando Lima Rua

  • O livro trata de um tema - ESTRATÉGIA: COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO - que é atualmente inevitável em Portugal, face à evolução da nossa economia nas últimas décadas e às mudanças que se prefiguram num contexto cada vez mais globalizado.
    As dificuldades com que o País, as suas empresas e outros agentes económicos se deparam, exigem mudanças "drásticas" na atuação das nossas empresas, precisamente nas áreas abordadas nesta obra, i.e. na Competitividade, na Internacionalização e nas Estratégias para alcançar um e outro objetivo.
    João F. Proença-Professor da Faculdade de Economia da Universidade do Porto
    A obra encontra-se estruturada em quatro capítulos. No primeiro, é apresentada a evolução do conceito de estratégia empresarial. Nos segundo e terceiro capítulos são explanados os conceitos, teorias e modelos relativos, respetivamente, à vantagem competitiva e à internacionalização. O quarto capítulo analisa o estudo de caso do grupo EFACEC. Por último, são apresentdas as conclusões.
    Com prefácio de João F. Proença , Professor da Faculdade de Economia da Universidade do Porto
    Estrutura da obra:
    Capítulo 1 - Estratégia Empresarial
    Capítulo 2 - Competitividade
    Capítulo 3 - Internacionalização
    Capítulo 4 - Estudo de caso: Grupo efacec

  • Trata-se de uma obra de leitura fácil e acessível, com uma linguagem que vai ajudar muitos dos que estão, hoje, a pensar em novos investimentos.
    O setor agrícola e agro-industrial representa, hoje, um vasto universo de oportunidades para Portugal e muitos portugueses.
    Não se trata de um "regresso ao passado", no sentido do regresso ao campo e à vida difícil que normalmente lhe está associada, mas, antes, do aproveitamento do potencial que o setor apresenta, seja pela via da substituição de importações, seja pela via da exportação.
    Estrutura da obra:
    - Agricultura
    - Empreendedorismo
    - Plano de negócios
    - Estudo de viabilidade
    - Económica e financeira
    Inclui 39 tabelas e 13 figuras.
    Com prefácio de José Fernando Figueiredo, Presidente do Sistema Português de Garantia Mútua, Presidente da Associação Europeia de Garantias, Presidente da 2BPartner SCR
    Público alvo: Esta obra constitui um apoio adicional para todos os que pretendam lançar-se na atividade de criação de riqueza e emprego em Portugal, não apenas os que queiram ser empresários do subsetor hortícola, mas todos os que entendam ser o setor agrícola e agro-industrial, como um todo, um campo de oportunidades.

  • A Gestão de Recursos Humanos (GRH) tem um papel preponderante nas organizações, tornando-se a sua orientação fundamental para que vençam num contexto ultracompetitivo.
    Nunca como hoje as pessoas foram tão importantes. Todavia, existem muitas organizações e demasiados gestores que, ainda, não perceberam isso e não percebendo isso, também, não perceberão porque "um dia destes" a sua empresa não terá mais lugar no mercado.
    É fundamental que os gestores tenham atributos de liderança, que sejam capazes de pensar no longo prazo, que pensem "grande", ainda, que por vezes, tenham de agir "pequeno", que pensem que o principal capital das suas organizações é o conhecimento, que este está nas pessoas talentosas, cuja gestão e desenvolvimento é absolutamente crítica, porque o talento não se dá com mediocridade.
    As organizações com melhores práticas de RH são as mais bem-sucedidas e é nestas que os talentosos querem estar, se querem desenvolver, se querem envolver e comprometer, querem coopetir e colaborar.
    Este livro vai ajudar a compreender melhor esta força da natureza que são as pessoas e a melhor lidar com elas em benefício delas mesmas e da organização.
    "A 4a revolução industrial é inevitável e apesar de muitos a olharem como uma ameaça, penso que só podemos olhá-la como oportunidade. Oportunidade para capacitar as pessoas a serem cada vez mais felizes, com menos e melhor trabalho. ". O autor
    Público-alvo:
    Para um profissional da gestão, para um professor ou para um aluno de um curso da área das Ciências Empresariais este é um livro que, à medida que vai sendo lido, mais interesse e gosto despertará.
    Contém 35 tabelas, 36 figuras e 5 apendices
    Estrutura da obra:
    Introdução
    Capítulo 1 - Gestão de Recursos Humanos
    Capítulo 2 - Gestão Estratégica de Recursos Humanos
    Capítulo 3 - Gestão Internacional de Recursos Humanos
    Capítulo 4 - Liderança
    Capítulo 5 - Caso Prático: Turismo e Unidades Hoteleiras do Norte de Portugal
    Conclusão
    Referências Bibliográficas
    Apêndices:
    - Apêndice 1-Questionário sobre as práticas organizacionais de Recursos Humanos nas unidades hoteleiras do Norte de Portugal
    - Apêndice 2-Dados sobre os fatores críticos de sucesso
    - Apêndice 3-Dados sobre a perspetiva do ambiente de negócios da empresa
    - Apêndice 4-Dados sobre a satisfação com a empresa
    - Apêndice 5-Dados sobre a Avaliação Global

  • O turismo tem vindo gradualmente a assumir-se como uma importante força motriz da economia dos países, estimulando o aparecimento de novos modelos de negócio associados à atividade turística.
    Esta obra tem por objeto uma associação que promove atividades de turismo comunitário. Trata-se de um trabalho que tem em vista analisar a viabilidade de se empreender no setor do turismo, tendo como premissa o Plano Estratégico Nacional do Turismo 2020. Inclui um detalhado plano de negócio de turismo comunitário. Uma obra de interesse para profissionais, alunos e professores que visa dar a conhecer e compreender o Empreendedorismo Social.
    Estrutura da obra:
    - Introdução
    - Empreendedorismo
    - Turismo comunitário
    - Plano de negócios
    - Conclusões
    Público alvo:
    Esta obra vai apoiar alunos, professores e profissionais a compreender o Empreendedorismo Social, através da sua aplicação a iniciativas turísticas.

  • Esta obra veio focar a atenção das organizações numa medição de desempenho que utiliza, em conjunto, indicadores financeiros e indicadores não financeiros, permitindo, dessa forma, analisar, de uma forma mais abrangente, os fatores envolventes que, perante o fenómeno da globalização económica e concorrencial, proporcionem uma adaptação mudança e potenciem o sucesso futuro.
    Torna-se, assim, particularmente importante, a comunicação da estratégia a toda a empresa, bem como da relação desta com os fatores críticos de sucesso, visto condicionarem o desempenho da organização no médio e longo prazo. A integração de medidas de caráter não financeiro resulta da necessidade de se obter um conhecimento adequado em áreas como a satisfação do cliente, rendibilidade, qualidade do produto/serviço, inovação, entre outras, indispensáveis à tomada de decisões estratégicas. Os indicadores não financeiros permitem, desta forma, complementar os financeiros, obtendo uma melhor identificação de aspetos relevantes que aumentam a possibilidade da empresa atuar com êxito em áreas estratégicas fundamentais.
    Estrutura da obra:
    - Introdução
    - Conceito
    - Antecedentes
    - Impedimentos à implementação
    - Operacionalização
    - Modelos, análises e procedimentos estatísticos
    - Análise estratégica
    - Conclusões.
    Contém caso prático.
    Publico Alvo:
    Profissionais, professores e alunos.

empty